25 de outubro de 2010

A Magia no 5 de Outubro!

Tal como vos havia referido na publicação anterior, o 5 de Outubro (cem anos depois de, em Lisboa, andarem aos tiros) foi dia de comemoração de aniversário. Não do centenário da República (essa já lhe dei os parabéns na pub anterior), mas de um jovem com menos 89 anos que Ela, e a quem os pais quiseram proporcionar um aniversário... mágico!
Daí que o Je, transvestido de Phil Mount (a minha outra entidade secreta), se deslocou até Ílhavo, a casa do Luís Cerqueira, para celebrarmos o aniversário do seu filho João Tiago. E porque o herói Phil Mount já dispensa apresentações, passo de imediato para algumas das fotos seleccionadas que procuram ilustrar aquela que foi uma tarde bastante agradável (para mim foi, e pelos comentários finais, presumo que para todos os presentes, também).


...Figura_01: O artista já equipado a rigor no seu papel de super-herói... da magia. Ladys and Gentlemen, from Ílhavo to the world... Phillllllll... Mouuuuuuuunttt! (pausa para que possam todos aplaudir... de pé, por favor... Obrigados!)


...Figura_02: A assistência em ansiosa expectativa, aguardando pelo desenrolar da magia, na garagem feita palco improvisada já que o dia tinha ameaçado chuva e dois dias antes tinha-se mesmo abatido sobre a região um pequeno dilúvio...


...Figura_03: E a magia começou, com a produção dos 3 lenços coloridos a partir de mãos vazias... Vazias??? Eheheh... Mais não digo!


...Figura_04: E para deleite da assistência o artista (que sou eu) deu continuidade com o já tradicional jogo dos envelopes, com o Luís Cerqueira e o seu filho João Tiago a executá-lo... para a produção do peixinho a partir de uma folha de papel! Ah! Pois... Phil Mount não brinca em serviço!


...Figura_05: E que dizer da carta encontrada com a ajuda de um assistente do público... e de um dado? Muito mágico, sem dúvidas!


...Figrua_06: Ou a carta que desaparece misteriosamente da mão (ali exposta à frente de todos, pelo artista... que, curiosamente, continuo a ser eu!), surgindo depois num envelope previamente mostrado vazio. Vazio??? Eheheh... (sorriso enigmático de Phil Mount, já registado em direitos de autor pelo valor de 3 biliões de euros!)


...Figura_07: O desaparecimento do colar na mão do artista (pois... eu!), perante o olhar extremamente atento de mais uma assistente da plateia... e que aparece novamente no expositor!


...Figura_08: Também o meu "verdinho" (esse duende mágico que tem capacidades de adivinhar qualquer carta escolhida por um espectador e escrevê-la numa ardósia previamente mostrada sem nada escrito) teve direito ao seu momento de glória!


...Figura_09: Transformar uma corda em duas é algo que todos poderão fazer. Basta terem uma corda e uma tesoura (ou outro objecto cortante). Difícil, difícil é, depois, voltar a transformar as duas meias-cordas numa única corda...


...Figura_10: Bom, era tempo de fazer desaparecer quase um litro de leite perante os olhos atónitos da assistência, despejado para uma folha de papel e... bum! Foi-se!...


~...Figura_11: Também se falou de história e da origem da expressão "a espada de Dâmocles"... Não, não vos vou dizer aqui e agora quem foi Dâmocles. Vão ao Google (sim, porque eu estou a ser patrocinado pela Google e em cada visita / procura sobre Dâmocles, eu terei direito a... zerinho, nicles, nada...) e pesquisem. Aqui o que aconteceu foi que a espada, pendurada sobre o baralho de cartas onde uma seleccionada pelo espectador ali ao pé de mim foi perdida, após eu ter queimado o fio que a sustinha pendurada, caíu sobre o baralho precisamente pela carta do espectador! Espectáculo!!! (dirão vocês. Vá, eu espero. Podem aplaudir de novo... de pé? Tá bem, de pé seja...)


...Figura_11: E não é que, volvidas mais de uma hora de magia a assistência se mantinha ali toda, reunida, mesmo alguns em pé?


...Figura_12: O João Tiago e um amigo (ele é o de preto, à mágico), numa manifestação de boa disposição pelo decorrer da sua festa..


...Figura_13: Mas porque eu gosto de encontrar as cartas escolhidas pelos espectadores de formas muito variadas... e enigmáticas, eis mais um dos efeitos apresentados. Carta escolhida, metida no baralho, este é misturado pelo espectador, é colocado sobre um aro onde um balão é furado e, no seu processo de perda de ar, acaba por puxar uma só carta do meio do baralho... que é precisamente a carta do espectador... Show!!!


...Figura_14: E porque a magia não era só para miúdos, foi a vez de ser assistido por um casal de adultos, para o sempre bonito efeito de fazer desaparecer a aliança dela, transformando momentaneamente uma jovem mulher casada em divorciada...


...Figura_15: ...mas fazendo-a regressar rapidamente à sua condição de mulher casada com o retirar da sua aliança de dentro do pão... que estava desde o início espetado num garfo na mão do seu marido!


...Figura_16: No final o João Tiago escolheu um seu amiguinho para vestir o papel de mágico... com direito a retirar coelho de cartola e tudo.


...Figura_17: Ah! E também com direito a ficar com a sua cartola (na cabeça) transformada num gigantesco coelho, para gáudio dos amigos...


...Figura_18: E porque o Luís Cerqueira é, também ele, um animador de festas de crianças, na vertente teatral (palhaços e muita criatividade - ver www.arteriso.com), no fim o seu filho teve uma amostra de uma dança protagonizada por seus amigos, fechando com chave de ouro esta tarde do centenário da República Portuguesa...

Brevemente neste vosso espaço, não percam, a descrição do percurso realizado em Macieira de Alcoba, com as bonitas fotografias que fomos fazendo para procurar partilhar convosco a beleza natural deste nosso Portugal! Fiquem bem...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home