7 de fevereiro de 2012

Hotel Rural "A Coutada", em Atouguia da Baleia.

Tal como tinha assinalado, Janeiro é um mês muito especial. E porque será? Bom, não é para todos os meses ter um primeiro dia do ano! Não é para qualquer mês ter associado a si todo um conjunto de mensagens e pedidos de esperança (sim, em Fevereiro já ninguém acredita que a crise se foi...)! Mas principalmente foi neste fantástico mês que, algures naquela era magnífica dos anos sessenta, nasceu alguém muito, mas mesmo muito especial! Ah! Pois!...
E foi precisamente para celebrar esse acontecimento, que um bem conhecido "casal-maravilha" decidiu preparar o saco de viagem e rumar até ao Oeste, assim em jeito de "lonesome cowboys" (conhecem o Lucky Luke?). Destino? Atouguia da Baleia, ali nas proximidades de Peniche; ou, mais especificamente, na Coutada, no Hotel Rural que se chama precisamente "A Coutada". Claro que fizemos uma passagem (obrigatória) pela Figueira da Foz, para matar saudades de um gelado na inevitável "Emanhá"... tinha que ser!
E vamos às fotos, para vos mostrar estes bonitos locais de Portugal.


...Figura_01: O dia 22 estava magnífico, com um sol brilhante no céu azul e temperaturas primaveris, convidativo a este nosso passeio junto à praia da Figueira da Foz, já depois de termos degustado o gelado no Emanhá.

E deste meu dia de aniversário já não verão mais fotos... Não! Não é por privacidade, mas tão somente porque fomos fazendo a viagem em jeito de passeio, pelas estradas nacionais junto às praias e rumo a Peniche.
Chegámos a Atouguia da Baleia já com o sol no seu ocaso (entendem agora a do "poor and lonesome cowboy?" Cavalgando em direcção ao "sunset"?) e a estrela da tarde (para os mais conhecedores, é o Planeta Vénus) a espraiar os seus raios pelos campos da Coutada.
Nessa noite fomos ainda até Peniche, saborear um magnífico robalo grelhado num restaurante junto ao mar ("O Pedro") e uma garrafa de tinto da D. Ermelinda, terminando com uma excelente fatia de bolo de chocolate (brigadeiro sim!) que casou perfeitamente com o néctar seleccionado. No final, e para digerirmos, demos uma pequena volta pelas ruas da vila piscatória, aproveitando para fazermos ainda a nossa primeira cache deste novo ano de 2012. E foi por tudo isto que não tirámos mais qualquer foto neste dia... :-(

Regressemos, pois, à reportagem fotográfica e ao dia seguinte, 23 de Janeiro!


...Figura_02: Este é o aspecto exterior dos quartos do Hotel Rural, voltados para um magnífico jardim que os pássaros adoptaram como o seu pequeno paraíso!


...Figura_03: E percebe-se bem porquê, olhando para estas imagens.


...Figura_04: Onde os pequenos pormenores fazem as grandes diferenças...


...Figura_05: Por isso mesmo aproveitámos a manhã para, por ali, (nos) passearmos.


...Figura_06: Neste espaço funciona ainda um salão para festas, com serviço de restauração.


...Figura_07: O vento estava um pouco mais fresco, mas nada que impedisse continuarmos a explorar estes belos espaços, apelativos para umas férias em família (que aconselho a quem tenha crianças, pois têm muito por onde correr e brincar).


...Figura_08: E para os mais crescidos até tem uma... Pipa! ;-)


...Figura_09: O caminho dos bambús... ainda em preparação.


...Figura_10: Este é o espaço Zen, já que costumam organizar ali encontros de Reiki...


...Figura_11: Depois de nos despedirmos dos responsáveis deste Hotel Rural, a D. Ana Gonçalves e o seu marido Edgar Batalha, era tempo de dizermos adeus.


...Figura_12: Fomos visitar novamente Peniche, agora à luz do dia...


...Figura_13: Espreitando o mar com ondas batidas, procurando ver as Berlengas por entre o cinzento que se espalhava no horizonte...


...Figura_14: Mas o vento que se fazia sentir não era convidativo a permanecermos ao frio, permitindo-nos apenas registar a nossa passagem pelo Cabo Carvoeiro (ampliando a foto ainda conseguirão "espreitar" a maior das Berlengas, ao fundo - será por isso que se chama de "Berlenga Grande"?).

Rumámos depois até Lisboa, para uma rápida passagem pela livraria "Les Enfants Terribles", da Chiado Editora, para recolher mais 50 dos magníficos livros "O Menino que Sonhava Salvar o Mundo" (que, acredito, por esta altura já tenham ouvido falar...), já que o nosso stock estava praticamente esgotado. E de Lisboa voltámos para Aveiro, com uma rápida passagem por casa da minha irmã, onde ainda jantámos, para trazer o André de volta a nossa casa e aos seus exames de fim de semestre.
E prontes! Foi assim que aconteceu... (espectáculo! Duma assentada introduzi esta palavra fantástica - prontes! - e ainda uma alusão à espectacular série que agora andamos a ver, verdadeiros fãs da Lily, Marshall, Ted, Robin e, claro, o "howesome" Barney Stinson...
Fiquem bem!

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home