8 de junho de 2011

Odeceixe, Concelho de Aljezur: vamos lá manter este local de tantos encantos!

Eis senão quando, ainda o mês de Maio não tinha chegado ao fim, e estes dois vossos amigos, intrépidos aventureiros, decidiram rumar até... pois, a nossa imaginação é fértil e por isso o destino só podia ter sido este: Odeceixe, pois claro!
Assim, depois de mais uma aventura a encaixar todos os excessos que sempre levamos nestas nossas viagens, lá conseguimos "madrugar" e sair de casa exactamente às 16H00... como preconizado por este que aqui vos escreve, num autêntico efeito de previsão mágica! Mas o que importa é que seguimos mesmo, dispostos a descansar antes da consulta que teria no IPO nos inícios de Junho, aproveitando ainda o facto de Maio e Junho nos proporcionarem os dias mais longos de todo o ano (e consequentemente maiores disponibilidades para dormir a sesta e ainda assim passar algumas horas deitados nos areais daquela bonita praia).
Mas deixemos os detalhes para a evolução fotográfica que seguidamente vos apresento...


...Figura_01: A entrada pela Via Verde na A1, em Aveiro Sul...


...Figura_02: E a entrada na A13, já depois de Santarém e sempre rumo ao Sul (assim tipo sulistas e elitistas)...


...Figura_03: Reparem no meu ar de descontracção, rumo ao relaxe de Odeceixe...


...Figura_04: Salvaterra de Magos distava a 29 km enquanto a paisagem desfilava monotonamente ao nosso lado... Bom, não tão monótona assim, pois adivinhavam-se grandes, negras e ameaçadoras nuvens de chuva e trovoada, ali para os lados de Évora. Mas não só, pois em Sines tivemos mesmo que nos abrigar debaixo de uma ponte, para nos proteger do intenso granizo e trovoada que se abatia sobre nós e sobre o Fofocus...


...Figura_05: Aproveitámos um camião para fugir daquela borrasca, seguindo atrás dele estrada afora (eu não vos tinha prometido continuar a usar esta palavra? E eu cumpro o que prometo...). Claro que parámos em Porto Côvo, para a tradicional cerveja, camarões (a Zé) e polvo (o Je), no Marquês... donde fugimos rapidamente quando o mesmo temporal se começou a aproximar!


...Figura_06: E foi já à noitinha e com a Zé (quase) em pânico (queria já ficar em Porto Côvo, mas a D. Mariete informou que em Odeceixe o tempo estava bom, pelo que lá se convenceu a seguirmos viagem) que arribámos (outra palavra interessante, não é? Poderão acrescentá-la ao vosso léxico, pois é isso mesmo: interessante...) na nossa Vila Encantada...


...Figura_07: O dia seguinte acordou radioso, sem sombra da tempestade da véspera, com um sol magnífico e temperatura excelente, pelo que rumámos cedo até à praia (fui o primeirinho a pisar este areal fantástico!)


...Figura_08: Chegámos mesmo antes da abertura do Kiosk Agapito, para espanto do próprio Nélson, quando viu a Zé ali à espera (eu estava já deitado em toda esta areia, encantado por encontrar a praia novamente composta com o areal recuperado).


...Figura_09: Nessa tarde fizemos o nosso primeiro percurso pedestre, caminhando desde a vila até à praia, nuns mais ou menos medidos 3,3 km para cada lado, apreciando a paisagem que é própria neste recanto do mundo...


...Figura_10: E porque ainda não conseguimos captar os aromas que só ali encontramos, eis uma das grandes responsáveis por conferir àqueles ares o seu perfume tão magnífico (aquilo que nos faz dizer: "cheira a Odeceixe!") - a flor da Esteva!


...Figura_11: A primeira parte do percurso estava feita, com a chegada à Praia de Odeceixe...


...Figura_12: Seguiu-se a segunda parte da missão, que era o de bebermos uma bjéka fresquinha ali mesmo no Kiosk Agapito, onde conhecemos a bela Ana e o seu filhote Gabriel, companheiros do Nelson Agapito.


...Figura_13: E porque o sol se deitava já por detrás do mar, adormecendo e apagando-se naquela água imensa num mergulho invejável...


...Figura_14: Optámos por o ficar a ver, numa justa homenagem e despedida em festa, desejando-lhe o regresso feliz na manhã seguinte...


...Figura_15: Mas também eram horas de nos pormos a caminho, pois aguardavam-nos ainda outros 3,3 km do regresso até à Vila...


...Figura_15: Sempre acompanhados pela Ribeira de Seixe correndo suavemente ao nosso lado, espelhando o luar sobre as suas cálidas águas...


...Figura_16: A manhã seguinte voltou a acordar com o sol a cumprir o prometido na véspera (e a regressar). Mas o acontecimento do dia foi mesmo o facto inédito da Zé ter descido durante 5 minutos ao areal, na disposição de fazer também praia...


...Figura_17: Claro que aquela vontade foi sol de pouca dura, pois rapidamente se vestiu e rumou até ao Kiosk Agapito, local por ela eleito para passar parte dos seus dias...


...Figura_18: Nessa tarde decidimos ir almoçar no restaurante do Parque de S. Miguel, o nosso segundo local de estada na primeira viagem até estas paragens, e que tanto nos encantou (e encanta!). Aqui o bar "Depois das 6"...


...Figura_19: E esta imagem bem que poderia ser usada para efeitos promocionais do Parque, já que tudo o que nela se vê é bonito... (lol)


...Figura_20: Ou esta ainda, em que ainda não percebi quem é que embeleza o quê... ;-)


...Figura_21: Ah! Já percebi... É que nesta aqui a beleza são só as flores e não o "pirata" que se avista...


...Figura_22: E porque Odeceixe é mesmo para descansar, regressámos ao quarto da D. Mariete para ali dormirmos a sesta (não sem antes nos entretermos a lançar bolas de sabão)...


...Figura_23: Várias das quais com performance olímpica...


...Figura_24: E outras nem por isso...


...Figura_25: Corpo descansado havia que o alimentar, pelo que nos encontrámos com o Sr. Fernando Agapito no seu ex-bar, agora do filho Nelson, para uma apetecível merenda...


...Figura_26: Com a Zé a continuar a fazer bolinhas de sabão enquanto nós (Fernando e Nelson Agapito e FM Pirata) nos fazíamos à foto...


...Figura_27: A minha musa no seu local preferido da praia...

Abro agora aqui um parêntesis para uma chamada de atenção.
( - parêntesis aberto -

Durante esta tarde de 25 (e os dias antecedentes) verificámos que na Praia havia uma invasão de pequenas moscas, com especial incidência nas casas de banho da praia, onde cobriam praticamente todas as paredes e tecto, num autêntico manto pintalgado de asas e perninhas pequeninas. Juntando-se a isto, também a higiene deste espaço, já habitualmente precária pelo uso indevido dos seus utilizadores (dizem dos surfistas que por ali pernoitam e que utilizam este espaço para a sua higiene diárias, mas isso não posso afirmar!), que os deixam praticamente inutilizáveis por outras pessoas. Assim sendo, e porque nos cansámos de sempre ouvir reclamar a pessoas que nada fazem para melhorar o que reclamam, decidimos prescindir de uma manhã de praia, no dia seguinte, para rumarmos até à Câmara de Aljezur, Autarquia a que pertence a Praia de Odeceixe, para apresentarmos esta mesma situação.
Fomos recebidos por uma jovem Eng.ª do Ambiente que informou não ser da sua competência a resolução do que ali apresentámos, devendo nós dirigirmo-nos à Junta de Freguesia de Odeceixe. Não satisfeitos com a resposta dada por esta profissional, solicitámos o contacto do Sr. Vereador do Turismo daquela Câmara, que ela nos forneceu (Sr. Eng.ª: para a próxima faça o favor de nos conceder algum do seu tempo sem demonstrar o seu enfado por nos receber e, no mínimo, tome nota de quem somos e do que aí fomos fazer! Ainda é jovem e dizer "que o problema não é nosso" não é resposta válida, pois os problemas no seu Concelho devem ser partilhados por todas as entidades responsáveis e depois canalizados para quem de direito para os resolver! Só assim os poderemos ultrapassar...), a quem enviámos um e-mail a reportar a mesma situação. Apraz-nos também aqui registar que, na manhã seguinte, as casas de banho apresentaram-se de "cara lavada" (não sabemos se foi coincidência ou se foi uma acção pronta desencadeada pela Câmara e pela respectiva Eng.ª), tendo o Sr. Vereador também nos dado resposta por escrito dando conta que iriam procurar responder às nossas "alegações" (não lhes chamo de "reclamações" pois apenas fomos apresentar factos detectados...) já a partir deste mês de Junho! Parabéns, pois assim voltaremos a Odeceixe!...
) - parêntesis fechado!

Terminado este parêntesis, retomo a narrativa fotográfica...


...Figura_28: No regresso de Aljezur e depois de um saboroso almoço num restaurante local, indicaram-nos um espaço para visitar que se destaca pela qualidade da oferta do seu alojamento: a casa de Turismo Rural de João Roupeiro, nas proximidades de Maria Vinagre e de Malhadais...


...Figura_29: Estacionámos no exterior e dirigimo-nos para o interior da Casa...


...Figura_30: Onde fomos recebidos nesta bonita sala de estar pela "polivalente" Dina Ricardo, que nos mostrou o encantador espaço...


...Figura_31: O espaço "interior" entre os quartos e os apartamentos, com a vista sobre a piscina.


...Figura_32: Vista geral do espaço (vista da frente dos quartos voltados para o "interior" da quinta)...


...Figura_33: Duas mulheres simpáticas num local muito simpático... Ficou registado que haveremos de ali passar algumas noites!


...Figura_34: Espaço à entrada da Recepção, com um pequeno e bonito lago no jardim...


...Figura_35: Lago esse embelezado pela presença de nenúfares coloridos e algumas rãs que saltitam por ali alegremente, de nenúfar em nenúfar...


...Figura_36: Deixem agora que vos apresente o gato que nos adoptou durante estes 8 dias que por ali estivemos. Diariamente, de manhã e à noite, vinha ter connosco para lhe darmos a ração que propositadamente lhe comprámos. Felizmente que a D. Mariete também adora animais, pelo que deu continuidade a esta "adopção"...


...Figura_37: E fui alternando as minhas corridas solitárias (jogging) com os percursos pedestres feitos com a Zé. Neste seguimos pelo trajecto que também fazia a correr, num total de 8,3 km controlados posteriormente com o Fofocus... Odeceixe - Malhadais - Praia - Odeceixe!


...Figura_38: É um percurso também bonito, circular, sempre por estrada secundária...


...Figura_39: Chegando nós já ao cair da noite à zona da Praia de Odeceixe...


...Figura_40: Como se regista nesta foto escura comigo e com a praia em pano de fundo.


...Figura_41: E porque o tempo já não estava assim tão quente (também porque não gostamos de parar, já que "circular é viver"...), a 29 fomos até Odemira para visitar uma pequena fábrica de chocolates que ali soubemos existir. É um espaço pequeno mas ainda assim encantador, onde a simpática dona nos deu a provar alguns dos seus melhores chocolates (e claro que não resistimos a trazer uma caixinha para casa!). Até porque, nessa noite, iríamos participar numa caminhada nocturna organizada pelo Grupo Desportivo Odeceixense (da qual vos darei conta em próxima publicação) e seria preciso preparar as forças...


...Figura_42: No domingo, 29, fomos até ao Cavaleiro e a casa dos nossos amigos Fernando e Maria Agapito, que nos convidaram para ali almoçar.


...Figura_43: Acompanhado por bom vinho alentejano, ali nos deram a conhecer um feijão verde muito saboroso (a que chamam de "Baja da Velha").


...Figura_44: Levaram-nos depois a conhecer uma bonita praia alentejana (do Almograve), onde registámos algo de incrível: os "Verdes" (assim nos disseram; não sei se se referiam ao partido político ou a alguma entidade ambiental) fecharam os dois únicos restaurantes que ali haviam naquela praia (e, se calhar, muito bem!), talvez por considerarem poluição visual ou sem condições de funcionamento. Mas o incrível foi alguma entidade ter autorizado as várias obras que os donos fizeram para só depois os fecharem... Assim vai este nosso Portugal em crise, onde nos deixam primeiro gastar os dinheiros e só depois dizem para fecharmos a casa! E, pior ainda, ali ficaram as paredes a ameaçarem ruína com (pasme-se!) telhados em fibrocimento e o perigosíssimo amianto em riscos de irem parar ao mar!!!! Não esqueçam que estas telhas partidas libertam micropartículas desta substância já proibida, que irão contaminar a área e todos os moradores ou visitantes, com um aumento na incidência de CANCRO naquela região! Senhores responsáveis: se era para fechar os espaços, há que os remover dali antes que nada mais sobrem que ruínas inestéticas num espaço tão bonito (para além do perigo que representam!)... É que, em funcionamento, pelo menos asseguravam a sua manutenção pelos donos...


...Figura_45: Depois de "negociarmos" o adiamento de um dia no regresso, a 30, mesmo com alguma chuva, fomos até ao Kiosk Agapito (pois claro!) onde o Nelson e a Ana nos prepararam algumas iguarias que nos deliciaram.


...Figura_46: Mas o inevitável tinha que acontecer, pelo que nessa manhã de terça-feira, último dia do mês de Maio, dissemos "até já!" ao pessoal de Odeceixe, rumando em seguida até à praia para nos despedirmos do "kiosk Agapito"...


...Figura_47: E das pessoas que ali sempre nos recebem bem (aqui a Ana, que ainda não tinha aparecido em foto!)


...Figura_48: E, claro, da D. Maria José no seu espaço de venda (aqui numa das suas componentes artísticas, a pintar a praia da Praia).


...Figura_49: E, claro, da própria praia, sempre proporcionadora de momentos de puro relaxe. É caso para continuar sempre a dizer: "No Stress - Odeceixe!"

E foi assim que passámos estes nossos dias. Desta feita, e porque a tradição nem sempre pode ser como era, já não passámos por Porto Côvo no regresso, até porque ainda tivemos que fazer um desvio pelo Cavaleiro, onde o Sr. Fernando nos acabou de encher o carro com plantas, verduras e cebolas (que tiveram o condão de manter a Zé acordada durante toda a longa viagem até Lisboa e posteriormente Aveiro - obrigado, Sr. Fernando!), ao ponto de nos dizer que parecíamos "emigrantes" de regresso a casa... lol
Seguimos então até Lisboa (com os "normais" atrasos de 2 horas), onde a Lindalva nos aguardava para almoçarmos juntos (combinado para as 15, chegámos às 16... Nada mau, certo?), com uma frase que nos valeu para a vida: "Pelos meus amigos aguardaria 10 horas para estar com eles 10 minutos!". E esta, hein? Obrigado, Lindalva... Bom, também nós nos desviámos (com prazer) cerca de 100 km para estar com a nossa amiga esses 10 minutos... Há que "regar" estas amizades... ;-)
Felizmente ainda deu para estarmos ali mais de 10 minutos (4 horas, para sermos mais precisos), após o que regressámos a Aveiro e à Villa FMJ. Mas se quiserem saber algo mais, terão que voltar a este vosso espaço (que, tenho a certeza, acabaram de adicionar aos "Meus Favoritos": www.fmjmagico.blogspot.com\. Certo?
Fiquem bem...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home