11 de maio de 2010

Percurso Pedestre "Cascata da Cabreia - Minas do Braçal", take one!

Estranha forma esta de dar um nome a um título! Mas é o que mais se adequa à descrição do que se passou no passado sábado, dia 8 deste mês de Maio. Um grupinho razoável de amantes dos percursos pela natureza (Pronto! Tá bem... Éramos só 13, mas Cristo e os seus apóstolos também eram só 13 e fizeram coisas magníficas neste mundo!) ousaram desafiar as previsões de S. Pedro e aventuraram-se até terras de Sever do Vouga, para explorar o PR 2 anunciado.
Depois de uma semana excelente com sol magnífico, as previsões indicavam chuva a partir de sexta-feira, com agravamento para o fim-de-semana. Mas, e como na sexta o dia até esteve espectacular para caminhadas, o pessoal decidiu manter o programa para o dia seguinte. Foi assim que a Gisela veio de Arruda dos Vinhos; a Natália de Ovar; a Gracinda de Cesar; o Jorge (irmão do Rui Cravo), a Valéria e os seus filhos Gabriela e Lucas de Águas Boas, Oiã; O Rui Cravo, a Manuela e os seus filhos David e Gonçalo da Urb. Pinhal das Almas; e, the last but not the least, o casal maravilha FMJ da vivenda em frente à morada anterior... Aqui nos encontrámos pelas 10H00, precisamente quando o S. Pedro deu início aos primeiros pingos de chuva, numa tentativa de nos fazer desistir do intento. Só que nós somos muito teimosos, e não lhe ligámos nenhuma! Fizemo-nos à estrada em 3 carros, e 'bora lá que se faz tarde, rumámos até Sever do Vouga, mais propriamente à aldeola onde se inicia este percurso. E não é que, indo nós estrada fora, quase a chegar ao destino, as núvens pareciam ir dar-nos tréguas? Santa ingenuidade... Deram-nos tréguas, sim senhora, mas só até chegarmos ao início do percurso. Aqui começou a chover, fazendo-nos hesitar nos intentos... Não que aqui o casal-maravilha não fôssemos preparados para este tempo, mas infelizmente os restantes pedestrianistas, pouco habituados a estas andanças, surgiram-nos em sapatilhas, calças de ganga e sem oleados, fazendo-nos desistir! Mas ainda deu para confirmar que este será um percurso a realizar, pelo que nos deverão aguardar pelo "Take Two"... Percebem agora o estranho título?


...Figura_01: Ainda fizemos a foto de grupo, no início do percurso, mas já com a chuva a mostrar-nos quem mandava ali!


...Figura_02: A Maria José ia tão bem preparada, que quase não se reconhece nesta foto, de tão artilhada...


...Figura_03: Uma das imagens do percurso, logo ali junto à Cascata da Cabreia (ou cachoeira, como lhe chamou a Valéria, no seu português brasileiro). Bonito, não é verdade?


...Figura_04: O pessoal ainda olhava extasiado, na dúvida se valia a pena enfrentar a intempérie... Mas a razão sobrepôs-se, até porque ia connosco uma grávida.


...Figura_05: Imagem do "casal-maravilha", equipados a preceito para o tempo que se fazia sentir.


...Figura_06: FM na base da cachoeira, sempre com o seu magnífico pau em grande pose!


...Figura_07: Finalmente desistentes, regressámos a Sever do Vouga, procurando um local abrigado onde pudéssemos comer o farnel. O sítio não era o melhor, mas pelo menos não nos chovia em cima...


...Figura_08: No final regressámos a Salgueiro e à Urbanização da partida, para beber um café ou um chá para aquecer. Claro que o pessoal aproveitou para "matar a frustração" com os matrecos...


...Figura_09: Com as mulheres, atentas, a ver quem ganhava o jogo!


...Figura_10: Terminámos com magia, ou não fosse eu o Phil Mount! O pessoal despediu-se, dando o dia por bem empregue, mesmo com a partida que o S. Pedro nos pregou, mostrando quem manda no Tempo!

Nos aguardem no Take Dois, com mais notícias sobre este percurso. Até lá, fiquem bem!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home