27 de julho de 2011

Julho, mês de Férias, de vento... e de muito mais coisas!

Pois é! Para quem optou por Julho para tirar as merecidas e ansiadas férias de Verão, este ano o vento das nortadas não tem dado grande descanso! Esperemos que Agosto resulte melhor, até porque serão mais portugueses a ficar (ainda) mais descontentes e a dizer mal de todos os políticos por estes nem conseguirem proporcionar-lhes (nos) um mês decente para descanso (da crise, do FMI, da Europa e... dos aumentos globais!)
Mas, e como referi, Julho é mês de muito mais coisas. Por exemplo, de controlo do meu cancro. E se o vento não sorri aos veraneantes, pelo menos (e muito mais importante), esta minha doença oncológica deu-me uma nova boa notícia - aparentemente estará controlada, não tendo surgido novas metástases. Ou seja, até à próxima revisão (a dos cem mil!), poderemos viver a vida com um sorriso maior! E até merecemos... ;-)
Mas vamos reduzir esta primeira quinzena (vá lá, três semanas!) de Julho a um breve resumo, documentado fotograficamente, comme d'habitude! Aqui vai...


...Figura_01: Logo no primeiro dia do mês, e para não corrermos o risco de voltar a faltar, fomos até Sever do Vouga à Feira do Mirtilo, esse fantástico fruto que foi (e continua a ser) tão importante nesta minha luta contra o meu T4N1Mx... Por isso, e em companhia do nosso amigo Rui Figueiredo, ali rumámos para comprar mirtilos... e mirtileiros!



...Figura_02: Panorâmica geral da Feira, no parque de Sever do Vouga...


...Figura_03: O que é certo é que, à custa destas andanças e lides por feiras agrícolas e de produtos naturais, lá vamos "montando" o nosso pomar de várias espécies, quase todo em vasos, como esta pereira que se vê na foto...


...Figura_04: E reparem que não é por estar no vaso que não nos dá os seus frutos... e que boas que estas pêras eram!!!


...Figura_05: No dia 9 estava previsto uma visita nossa com o casal Manuel e Jesuína Santiago até Viana do Castelo, para assistirmos a um dos dias de música celta. Mas, e porque o deus Eolo não o permitiu, acabámos por ficar mesmo por Aveiro, com direito a jantar na Villa FMJ...


...Figura_06: No final, e porque também há noite em Aveiro, optámos por ir até à cidade averiguar o que por ali se passaria. E descobrimos, no Rossio, uma Mostra do nosso sal de Aveiro, com vários expositores a exibirem e a falarem do seu produto de cloreto de sódio... e salicórnia... e flor de sal... e meninas bonitas (ops! Esta observação está aqui deslocada... Mas só deslocada, não errada!) lol Na foto, uma maquete de uma das salinas ainda em exploração numa ilha da Ria de Aveiro.


...Figura_07: E agora deixem-me manifestar a minha indignação! Então não é que a lei publicada pelo Governo, sobre o fumo nos bares e estabelecimentos fechados, já ninguém lhe liga ou obedece? Em praticamente todos os bares da Praça do Peixe é (novamente) permitido fumar no seu interior, mesmo que sem extracção do ar (teoricamente) obrigatória! Por isso tivemos mesmo que optar por ficar na esplanada, ao frio, mas pelo menos com o vento a soprar rapidamente todos os resquícios de fumo no ar... Ah! Mas estou a ser injusto. O bar na Guest House, bem junto ao Mercado do Peixe, não permite fumadores no seu interior e o ambiente também é muito agradável. Recomendo! Pena foi que o descobrimos já só no final da noite... Mas havemos de voltar (e também a Viana!)...


...Figura_08: E agora uma novidade! Quem de vós já ouviu falar em "Geocache"? É um jogo assim em jeito de caça ao tesouro, espalhado já um pouco por todo o mundo e com milhares (milhões?) de jogadores que, atrás de pistas e coordenadas, lá andam a conhecer cidades, terriolas ou mesmo parques naturais, atrás das "caches" escondidas por voluntários e amantes do jogo, ali bem à vista de todos mas sem que ninguém as veja. Neste dia 14 de Julho, com o André, o Rafa e a minha maridona, seguimos à procura da nossa primeira cache (deles não, mas nossa sim!) bem ali junto ao Museu de Santa Joana. Adorámos!


...Figura_09: Claro que fomos logo fazer mais. Por exemplo, em frente ao Tribunal; no Parque da cidade; e, naturalmente, no Campus da Universidade de Aveiro, onde fizemos um em multi-cache e um individual!


...Figura_10: Mas é importante, neste jogo, termos um equipamento leitor de coordenadas (GPS), para evitar andarmos ao engano. Aqui, e depois de fazermos o cache "A ponte é uma passagem!", íamos erradamente para o outro lado. Felizmente o i-Phone tem uma publicação que nos permite descarregar e fazer as buscas com indicações muito preciosas! Mas quem ficar curioso com este novo desporto / jogo aventura, é só pesquisar o sítio: "www.geocaching.com" e explorar. Vão ver que também irão gostar!


...Figura_11: E para concluir a primeira quinzena, resta referir que o nosso amigo António (Augusto) presenteou-nos com a sua visita no fim-de-semana de 17, vindo até à nossa mansão. Jantámos, passeámos... e até fizemos o percurso nocturno com o grupo Tocacaminhar, com consequências que mais tarde vos narrarei. Por agora fiquem bem e... voltem para saber novidades!
Até já!

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ganda Filipe, usa lá os teus poderes mágicos para advinhar que está deste lado! só te dou uma pista: Mafra
pronto, duas:
lbaptista@sonaeindustria.com
936474528

03 agosto, 2011  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home