8 de agosto de 2013

Recomeço? Ou continuação? A ver vamos...

Pois é! Já lá vão vários meses e muitos litros de água passaram por debaixo de muitas outras pontes, desde a minha última publicação neste (nosso) espaço. As razões foram muitas, os motivos vários... E, confesso, a situação que actualmente atravessamos, com os nossos políticos a continuarem a fazer asneiras atrás de asneiras, tomando decisões que a todos nós afectam (todos? Não! Pelos vistos, a eles não...), enquanto atravessamos esta crise económica que se aproxima já de quase catástrofe social, seria motivo mais que justificável para continuar sem vontade de partilhar convosco quaisquer novas publicações. Ou antes pelo contrário! Isto é, com os nossos digníssimos dignitários (passe a redundância) a darem-nos diariamente motivos de chacota, de escárnio ou mesmo maldizer, não fossem as consequências tão nefastas. Não sei se sou só eu a ter essa impressão, mas a verdade é que cada vez mais fico com a sensação que vão usando e abusando da sua condição de "acima da lei" para, já sem qualquer pudor ou respeito por quem os elegeu democraticamente (?) (sim, esta interrogação deve-se ao facto de ter dúvidas na sua representatividade democrática, já que, a bem dizer, nos últimos anos eleitorais, quem tem ganho por larga maioria tem sido mesmo a "Abstenção", esse partido de ninguém - ou dos milhões de portugueses que preferem as praias que escolher os seus representantes!), continuarem a (des)governar-nos com medidas sem nexo, leis que os protegem, criação de Job's para os seus boy's... E até, pasme-se, justificarem o injustificável! Claro que sempre aprendemos algo! Por exemplo, aprendemos que "irrevogável" significa "até satisfazeres os meus desejos"; ou que a língua de Camões estará para sempre bem representada nas mãos do nosso Alto Comissário da Casa Olímpica da Língua Portuguesa no Brasil... Sem palavras! E assim fiquei mesmo, sem palavras. Por isso nada mais digo (senão, não faria sentido dizer que fiquei sem palavras, não é mesmo?). Excepto, claro, o tradicional "Fiquem bem" com que sempre me despeço. Até breve e, of course, Fiquem Bem! ;)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home