7 de setembro de 2007

Corrigindo expressões sem nexo bem conhecidas


Ora esta é a minha primeira participação neste Blog.
E queria começar por desmistificar algumas expressões célebres, de todos bem conhecidas, mas alteradas na sua essência, pelo que vale a pena rectificar.

Vejamos:
"o miúdo nunca está quieto, parece que tem bicho carpinteiro"
resulta de
"o miúdo nunca está quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro"

outro exemplo:
"Cor de Burro quando foge"
resulta de
"Corro de burro quando foge"

outro ainda:
"Batatinha quando nasce esparrama pelo chão" não é mais do que "Batatinha quando nasce espalha a rama pelo chão"

Agora que lambi a Língua Portuguesa, fico à espera de nova oportunidade.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home